PUBLICIDADE

Site vai monitorar obras dos sistemas BRT em implantação no Brasil

Um site que monitora todos os projetos de sistemas BRT do Brasil. Essa é a proposta do BRT Brasil, site criado pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU). A iniciativa tem como objetivo de promover a eficiência dessas soluções de mobilidade urbana sustentável em implantação no país. Além disso, o site vai acompanhar esses sistemas após a conclusão das obras. “Esperamos que o bom resultado desses projetos impulsione mais investimentos em mobilidade urbana para outras cidades brasileiras”, pontua o presidente executivo da entidade, Otávio Cunha.

No site, os internautas vão poder se informar sobre conceitos, vantagens operacionais e ambientais dos BRTs, acompanhar os projetos dos sistemas rápidos por ônibus – projetos e implantação – e também monitorar os sistemas já finalizados de acordo com as cidades. A página se completa com referências técnicas e acadêmicas sobre o tema, matérias, entrevistas, gráficos, infográficos, vídeos e fotos. Além disso, os interessados também terão informações pelas redes sociais.

A NTU aposta que o site será uma forma de garantir que esses projetos saiam do papel e sejam concretizados.  “O BRT é o que temos de mais moderno em um serviço oferecido com veículos ônibus. Poder acompanhar e monitorar a evolução do transporte coletivo por esses sistemas é só mais uma forma que a NTU encontrou para contribuir com a mobilidade urbana brasileira”, pontua o presidente.

Desde a sua criação, na década de 70, na cidade de Curitiba (PR), os sistemas BRT (Bus Rapid Transit) – em tradução livre, transporte rápido por ônibus – se destacaram em mais de 80 cidades do mundo para agora voltar a ter espaço no Brasil. Ao todo, o país possui 32 projetos desses sistemas. Vinte deles fazem parte do plano de Mobilidade Urbana para as cidades-sede da Copa de 2014.

Sediar a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 permitiu que o governo brasileiro percebesse as necessidades de mobilidade urbana das cidades brasileiras. Com isso, vieram os Programas de Aceleração do Crescimento (PAC), que destinam verbas para infraestrutura em torno de 45 bilhões de reais, contadas as contrapartidas dos estados e municípios.

No PAC Copa do Mundo, estão previstos investimentos de R$ 11,5 bilhões. Recentemente, a presidenta Dilma Rousseff anunciou cerca de R$ 32 bilhões que beneficiarão 51 municípios de 18 estados brasileiros. Os recursos fazem parte do PAC Mobilidade Grandes Cidades, onde R$ 22 bilhões serão disponibilizados pelo governo federal e o restante refere-se à contrapartida dos estados e municípios.

 

Autor: NTU

PUBLICIDADE