PUBLICIDADE

Por custo menor, Manente pede revisão do projeto da linha 18

“Eu acredito que precisa ter uma revisão nesse processo, no projeto executivo que foi feito. Caso contrário, ficaremos sempre nessa expectativa do metrô chegar ao ABC”. Foi assim que o deputado federal Alex Manente (PPS/SP) resumiu sua ideia em relação ao projeto da linha 18-bronze que ligará Capital à região. Em entrevista exclusiva ao canal RDtv, nesta quinta-feira (12), o popular-socialista afirmou que o governo federal deu a oportunidade para que houvesse uma mudança na proposta. Manente defende que o monotrilho seja trocado pelo BRT.

O principal motivo para a ideia de trocar a modalidade da linha é o custo mais barato do BRT (Bus Rapid Transit ou Transporte Rápido por Ônibus) em relação ao monotrilho. A inspiração do parlamentar para a ideia vem das linhas construídas no Rio de Janeiro para o transporte dos torcedores durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

“Tive a oportunidade de conhecer no Rio de Janeiro o BRT que foi montado para a Olimpíada e foi muito elogiada. É mais barato e conseguiria fazer com que o ABC tivesse a ligação de transporte coletivo de massa eficiente como se pretende com o metrô”, disse o popular-socialista.

A proposta da linha 18-bronze é de realizar uma obra de um monotrilho ligando a estação Tamanduateí (Linha 2-verde) até São Bernardo, passando por Santo André e São Caetano. A estimativa do governo estadual é que a obra de 15,7 quilômetros custe R$ 4,26 bilhões. Em comparação, a TransCarioca (BRT), que tem 39 quilômetros de extensão, teve o custo estimado em R$ 1,8 bilhão.

“Com o monotrilho, existem muitas duvidas, se pegarmos a questão da Vila Prudente que tem 2 quilômetros de monotrilho. Ele é questionado diariamente pelos usuários. É um monotrilho extremamente ruim, que não atende corretamente. É um modal caro, de difícil manutenção e que praticamente inviabiliza todos os quilômetros que o ABC precisa”, disse Manente (foto).

O deputado federal também revelou outra proposta para ligar a Capital paulista ao ABC por meio da Rodovia Anchieta. “A linha 18 beneficiará muito São Caetano, um pouco Santo André e um pouco São Bernardo. Para você beneficiar parte de Diadema e São Bernardo você precisa fazer a ligação via Anchieta do Sacomã (linha 2-verde). Essa seria a ligação que conseguiria atender praticamente todo o ABC e com um custo muito menor, e sem desapropriar, pela linha central”, explicou.

Atualmente o governo estadual espera a autorização do governo federal para angariar junto a investidores externos a verba necessária para começar as desapropriações. A estimativa é que sejam necessários cerca de R$ 600 milhões para esta etapa da obra, que será feita por meio de Parceria Público-Privada (PPP).

 

Fonte: Repórter Diário

PUBLICIDADE